10 vilarejos secretos e pouco conhecidos na Europa


Igrejas medievais, ruas feitas de paralelepípedos, hospitalidade espetacular e plantações de oliveiras sem fim: faça as malas, viaje para estes pequenos vilarejos europeus e descubra as almas dos países que abrigam esses segredos pouco explorados.

Vamos?

Kotor - Montenegro

kotor No outono europeu, uma névoa instala-se rodeando as montanhas que cercam Kotor, tão espessa que quase não é possível ver as laranjeiras que estão bem na sua frente. Mas, isso não foi o bastante para atrapalhar a chegada de Europeus bem abastados que vieram de fora: Britânicos estão vendendo imóveis, Russos estão comprando fazendas nas montanhas e o povo "Cabelos Pretos e Olhos Verdes" (como os locais chamam as pessoas oriundas das Montanhas Negras) estão abrindo restaurantes para mostrar ao visitantes como é feita a famosa "Carne Cozida Montenegrina". As praias ainda são praticamente inexploradas, mas este lado selvagem da Costa da Dalmácia não permanecerá subdesenvolvido por muito tempo. Corre!

Como chegar: Kotor está a pouco mais de 100km da capital Podgorica.

Staufen im Breisgau - Alemanha

staufen Este enclave (antigo território da Germânia) ao pé da Floresta Negra (lembra daquela batalha no começo do filme O Gladiador? Não? Tudo bem... segue), no Sudoeste da Alemanha, é o destino ideal para um fim de semana degustando vinhos. Saindo de Strasbourg, você vai passar pelas colinas repletas de vinícolas, pela estátua "cheinha" do deus Baco e pronto... chegou ao minúsculo centro do vilarejo. As casas cor pastel que estão ao longo da rua central te levarão ao mercado central (não espere um daqueles enormes mercados... ok?), o qual fica colado na prefeitura, e que tem uma placa com dizeres datados por volta de 700 d.c. que contam a história do lugar. Você vai conversar com comerciantes locais e ouvir uma lenda: quem cair nas valas que irrigam a cidade está destinado a casar-se com um morador local. Portanto, se não quiser juntar as escovas de dentes... olhe por onde anda!

Como chegar: Staufen está a cerca de 75 minutos de Strasbourg, viajando de carro.

Aberdour - Escócia

aberdour O trem que parte de Edinburgh tem como destino a estação Victoriana que fica ao lado de um jardim de flores escondido em um vale muito bem cuidado às sombras de um castelo medieval. Aberdour não é um destino amigável aos carros, mas porque se preocupar com isso se todo o local foi bem estruturado para que as caminhadas sejam o meio de transporte? Durante o mês de Agosto, esse vilarejo tornar-se uma tranquila base para quem irá visitar o Festival Internacional de Edinburgh, e no resto do ano, é uma simples vila de trabalhadores com um comércio local, quatro aconchegantes pubs e sete lojas dedicadas às vendas de lembrancinhas referentes à religião local chamada "Wiccan", sendo que as lojas estão propositalmente equidistantes da Igreja Escocesa e da Igreja Episcopal Escocesa.

Como chegar: Pegue um trem em Edinburgh, a viagem dura pouco mais de 30 minutos.

Nórcia - Itália

norcia Nesta cidadela oriental da Úmbria, as tradições culinárias artesanais perduram. Queijo Pecorino é envelhecido por dois anos, cães treinados para rastrear e farejar trufas pretas nas florestas e o mel que é originário das flores vermelhas que florescem nas planícies. Mas é o Cinghiale (um tipo de Javali) que dá orgulho à região. Por todo o Centro Histórico, é possível sentir o perfume do salame apimentado proveniente da carne deste animal tão querido pelos locais. Você encontra as peças penduradas por todo o comércio, evidenciando uma arte culinária que vem se aperfeiçoando por mais de 800 anos. Peça um pouco do fresco Ciauscoli (tipo de salame) fatiado, vá para a praça San Benedetto, onde os aldeões celebram o Festival de São Benedito durante a primavera.

Como chegar: Nórcia está a pouco mais de 170km de Roma, seguindo para o nordeste.

Chassignolles - França

Chassignolles - França Há muitos anos, Harry Lester (chef aposentado e antigo dono do pub gastronômico Anchor & Hope em Londres) e seu sócio, Ali Johnson, mudaram-se para a Auvergne Francesa e compraram uma antiga pousada dos anos 30 na pequena Chassignolles. O vilarejo, muito popular na elite marselhesa durante a década de 1950, promete que os vulcões-verdes dormentes e os córregos sinuosos tem propriedades curandeiras. Da pousada, agora restaurada, é possível apreciar uma Igreja que data do século 12 (período do império Romano) e podem degustar refeições típicas produzidas com ingredientes 100% locais. Hummmm!

Como chegar: Chassignolles está localizada entre as cidades de Clermont-Ferrand e Le Puy-en-Velay.

Folégandros - Grécia

Folégandros - Grécia Não há dúvida, este local tranquilo nas Cíclades não tem nada em comum com a vizinha Santorini: nenhum edifício está acima de duas histórias (os gregos são muito ligado em seu passado), nenhum navio de cruzeiro sendo puxado para o porto e não há boutiques ou restaurantes sofisticados. Em vez disso, nesta ilha remota no mar Egeu, ondas quebram em praias de seixos, cabras correm apressadas até as colinas, e um velho moinho de madeira se contorce perante a brisa salgada. É uma fuga deliciosamente tranquila para aqueles que não querem os já óbvios destinos gregos.

Como chegar: Voe até Santorini ou pegue uma balsa que parte de Piraeus, logo na saída de Atenas.

Marvão - Portugal

Marvão - Portugal Há inúmeros fortes ao longo das montanhas no caminho, e de repente lá está Marvão, o "rei" de todos eles. Localizado à Sudoeste da região do Alentejo em Portugal, essa cidadela foi construída ao redor de um Castelo Mouro (de origem muçulmana do norte da África) e que foi catequizado durante o século 13. O complexo de pedra, agora está misturado e em cima de vários outros elementos da natureza, como se estivessem todos ali desde sempre, e fica ao topo de uma monte rochoso, acima dos telhados vermelhos das casas e conventos que se espalham pelas ruelas acidentadas da região.

Como chegar: Alugue um carro em Lisboa e parta para o sul.

Slavonice - República Tcheca

Slavonice - República Tcheca Por mais de 40 anos sob domínio do regime comunista, Slavonice, localizada entre as cidades de Praga e Viena, estava muito perto da Cortina de Ferro para conforto do governo local. Mas, desde a Revolução de Veludo de 1989, esta pequena aldeia totalmente fora do radar —composta por duas praças e casas burguesas em tom pastel com pequenas pinceladas bíblicas da era Renascentista — tem atraído pintores e escultores oriundos de Praga em busca de refúgio. "Não estamos apostando que o vilarejo se tornará uma mini-Berlin, mas ainda entrará no mapa do mundo da arte." - disse o arquiteto britânico, John Lifton, do Instituto de Arte de Slavonice.

Como chegar: Slavonice está ao sul de Praga. Partindo de carro, a viagem dura duas horas.

Hall in Tirol - Áustria

Hall in Tirol - Áustria Pegue um comboio (de trem) que dura cerca de 10 minutos saindo de Innsbruck diretamente para uma viagem ao passado e você chegará à Idade Média. Hall in Tirol foi fundada em 1303 e permaneceu inusitadamente intacta graças à proteção dos tempos medievais e à riqueza da região, proveniente da mineração de sal e cobre (essa riqueza proveu com que os edifícios fossem construídos a partir dos melhores materiais). Mas, o fascínio vem dos arredores: os Alpes, com caminhadas e trilhas de esqui em abundância.

Como chegar: De carro, será uma pequena viagem de 20 minutos partindo de Innsbruck.

Viscri - Romênia

Viscri - Romênia Esta vila Saxã teve uma sorte imensa quando foi nomeada beneficiária do Mihain Eminescu Trust, um acordo sem fins lucrativos assinado pelo Príncipe Charles (é aquele mesmo... da Princesa Diana), o qual dedicou-se à proteger a herança cultural e histórica das cidades do interior da Transilvânia. Em relação à Viscri, isso significa dizer que a Igreja Principal e o cemitério (que data do século 12) são agora Patrimônios Mundiais da UNESCO. Pérgulas indígenas foram replantadas, o único e solitário ferreiro da cidade agora tem uma nova oficina, uma nova estrada ao longo das casas de tijolo na cor pastel e das fazendas dão um pequeno ar bucólico do modo de vida Saxão.

Como chegar: A viagem de carro dura cerca de quatro horas, partindo para o noroeste de Bucharest.



É isso aí galera. Façam as malas e simbora!

Pedro

Empresário e viajante experiente, Pedro é escritor no blog da plataforma Insidr. O Insidr é uma plataforma que conecta viajantes com moradores das cidades e que gostam de compartilhar o que fazem.

Brasília, DF - Brazil http://www.insidr.city

Subscribe to Descubra os segredos das cidades

Get the latest posts delivered right to your inbox.

or subscribe via RSS with Feedly!