5 razões pelas quais experiências nos fazem mais felizes do que coisas


A primeira razão é algo que os cientistas sociais chamam de "adaptação hedônica". E isso é simplesmente uma maneira de dizer que com os bens materiais você fica cansado das coisas rapidamente, enquanto que com as experiências não. O grande exemplo é o telefone celular. Quando você o compra, primeiramente, você pressiona os botões, você joga com ele, você conta aos seus amigos sobre ele, você fica eufórico com a aquisição. Uma semana depois, já não está tão animado. Um mês depois... menos ainda. Três meses depois, ele vira parte do mobiliário. Você apenas acostuma-se a tê-lo por perto.

A segunda razão é a "reinterpretação positiva". O que, basicamente, você faz quando compra alguma coisa e a escolha é ruim. Por exemplo, quando você compra um par de sapatos e eles não calçam bem ou ficam apertados, ou quando compra um casaco que faz barulho quando você caminha. Não há nada que você possa fazer sobre isso, apenas foi uma má decisão de compra. Mas, com experiências não funciona assim. Se der errado, não terá sido de todo o mal. Você sempre vai ter alguma história para contar aos seus amigos. Seja de uma experiência ruim que você viveu e que, provavelmente, quando você começar a soltar o verbo para eles... bem, eles podem até achar engraçado no final das contas. De repente, tudo vira "legal que eu vivi isso!".

A terceira razão pela qual experiências são melhores do que coisas é que, simplesmente, você encontra uma dificuldade imensa de comparar experiências, enquanto comparar coisas é super normal e até chato. Já reparou quando você está conversando com um amigo e ele te conta uma história... você fica ansioso? Pois é. Quando ele está te contando que comprou algo..., provavelmente, você pensa: Ah... legalzinho. (sendo que amanhã... outro colega pode comprar aquela mesma coisa, porém numa versão "último lançamento" (pleonasmo mesmo :P ). O que está em jogo aqui não é o carro que é melhor. A bolsa que é mais cara. E sim, as suas férias que foram maravilhosas para você e se o seu amigo te contar sobre as férias dele, você vai achar irado e vai querer curtir a mesma experiência ano que vem. Todo mundo ganha.

A razão número quatro fala sobre "identidade". Se você pensar nas coisas que você tem e nas experiências que você viveu, as coisas que você tem contribuem muito, mas muito menos para a sua identidade, ou seja, não dizem quem você é. (Quero dizer... podem até mostrar que você é um consumista inveterado e precisa se cuidar... kkkk). Quer ver um exemplo? Se você tivesse que devolver R$ 1.000 em roupas/sapatos ou um final de semana com amigos que te custou R$ 1.000... qual dos dois você devolveria? A maioria das pessoas diria que devolveria as roupas e sapatos. É sério. Experiências realmente importam e nos moldam. Coisas que acontecem com a gente, que nós fazemos e vivemos, de fato, contribuem para a nossa identidade.

A quinta e última razão, sendo para nós a mais importante de todas, é que experiências de vida tendem as nos aproximar das pessoas. Simplesmente, pelo fato de que somos animais sociais (você é um animal racional... lembra?). Estar próximos e rodeados de pessoas nos torna mais felizes. Quando você compra um novo "brinquedo", isso tende a te separar dos demais, pois "aquilo" é seu e somente seu. Enquanto, quando você faz alguma atividade em conjunto... isso te coloca em um grupo onde todos estão representando seus papéis naquela ação e você pode compartilhar sua vivência com essas pessoas. O "aquilo" se torna "nosso".

Se lembra quando fizemos aquela trilha...?

Não é, realmente, mais gostoso e mais gratificante quando você conta para alguém uma de suas experiências de vida do que quando você conta que comprou um novo par de calças? Isso acontece porque falar sobre o que vivemos faz com que as pessoas que estão ao nosso redor prestem atenção na gente. Nos torna especiais, mesmo que somente por alguns instantes. E isso é bom, não é?

Por isso: Compre menos, faça mais. Viva mais.

Dica: Assista ao filme "Brilho eterno de uma mente sem lembranças" (2004).

Se gostou, conta pra gente em oi@insidr.city e não deixa de curtir, ok?

Se não gostou, conta também. 😉


Você sabe o que é o Insidr?

O Insidr conecta viajantes do mundo todo com pessoas/moradores das cidades que esses viajantes estão visitando. Com o Insidr você vai descobrir os segredos escondidos em cada cidade e não só ficar tirando as mesmas fotos que todo mundo tira.

Acesse nosso site em Insidr e descubra mais.

E Não deixe de assistir ao nosso video de lançamento ⬇


Fonte: Lindsay Abrams article (Buy less, do more).

Pedro

Empresário e viajante experiente, Pedro é escritor no blog da plataforma Insidr. O Insidr é uma plataforma que conecta viajantes com moradores das cidades e que gostam de compartilhar o que fazem.

Brasília, DF - Brazil http://www.insidr.city

Subscribe to Descubra os segredos das cidades

Get the latest posts delivered right to your inbox.

or subscribe via RSS with Feedly!